Depois que publicou seu primeiro livro de poesias, Guilherme Mendicelli prometeu que nunca mais escreveria um poema. A promessa, no entanto, não se concretizou e, na próxima segunda-feira (18), a partir das 19h, na Sala Mário Lago, em Jacareí, será lançado o seu novo livro de poesia, intitulado ‘décimo quinto’, no qual ele já inicia com a afirmação “só de graça, me fizeram de poesia“.

 

O livro traz poesias escritas durante o ano de 2017, no alto do décimo quinto andar, onde o autor vive desde o começo do ano. Em momentos reclusos e com inspiradora vista para Rio Paraíba cortando a cidade, elas retratam um período de crise existencial em que Guilherme mergulha fundo nas veredas mais íntimas de uma fase da sua vida que, aliando sua sensibilidade às palavras, contribui com a formação do seu eu de hoje e do que virá.

Durante a apresentação do livro, escrita pelo jornalista Fabio França, que acompanha o trabalho de Guilherme desde a primeira obra, ele afirma que a poesia do autor não apela aos rótulos fáceis. “A poesia de Guilherme dispensa métricas rebuscadas em troca de espontaneidade para explicar que cada palavra, cada ponto, conduz o texto da nossa história ao próximo parágrafo“, compartilha Fábio.

Acima de tudo, o livro retrata a necessidade de suportar a ausência das respostas tão procuradas por todos nós. Nem sempre é possível fugir dos incômodos que nos afligem, e foi na poesia que encontrei o escape para amenizar e materializar as perspectivas mais abstratas que podem existir”, define Guilherme Mendicelli.

 

 

TRAJETÓRIA – O jornalista e escritor, Guilherme Mendicelli, retorna à literatura adulta após seis anos, quando publicou seu primeiro livro ‘Curvas da Ilusão’ (Poesia, 2011, Editora Giostri). Em 2013, publicou o livro infantil ‘Sofia e seu cachorrinho desajeitado’ (Editora Giostri) trabalho que ganhou destaque, batendo a marca de mais de mil exemplares vendidos e levando o autor para eventos literários por todo Brasil, como Joinville-SC, Fortaleza-CE e Monteiro Lobato-SP.

O DESEJO – Com uma perspectiva singular, manusear essa chave motivadora não é tarefa fácil, pra ninguém. O medo suprime a ilusória liberdade de um menino que, assim como ilustra a capa, quer bater asas para destinos que nem ele sabe quais são e seguir seus desejos, desenfreados, que nunca poderão ser alcançados. Afinal, quem está disposto a pagar o preço das escolhas?

 

Lançamento: ‘décimo quinto’ (Poesia, Editora Giostri)

Autor: Guilherme Mendicelli

Quando: Segunda-feira (18), às 19h30.

Onde: Sala Mario Lago (R. Barão de Jacareí, 122, Pátio dos Trilhos, Centro, Jacareí-SP)

 

Preencha nossa Pesquisa 2017 e concorra ao nosso prêmio de natal! 

Letícia RZucco


Letícia Zucco, 21 anos, estudante de Letras - Português/Inglês blogueira e booktuber no Estante LZ. Ama livros e costuma gritar para todos os cantos que a leitura liberta.

Deixe seu comentário