SINOPSE: Mais de 1 milhão de leitores já se encantaram com Extraordinário e a bela história de Auggie Pullman um garotinho de feições incomuns que tem pela frente uma difícil missão: convencer as pessoas de que, apesar da aparência, é uma criança igual a qualquer outra.Agora todos terão a chance de saber o que se passa na cabeça do personagem mais controverso do romance: Julian, o menino que lidera a cruzada de bullying contra Auggie. Por que Julian trata Auggie tão mal? Será que ele pode ser perdoado?Em O capítulo do Julian R. J. Palacio faz uma comovente incursão no mundo de uma criança que tem o coração muito maior do que seus atos de bullying e crueldade podem fazer mostrar, mas precisa de ajuda para enxergar isso.

 

Título: O capítulo de Julian (Série Extraordinário – conto) / Autor (a): R. J. Palacio / Editora: Intrínseca / Páginas: 84

Tema central: Preconceito /  Compare os preços e adquira já o seu: E-book Livraria Cultura

 

Selo Estante LZ de aprovação!

 

O ENREDO: O livro Extraordinário conta a história do menino Auggie que por ser diferente dos outros sofre muito bullying e preconceito. 

August Pullman é portador de uma doença genética, que deixou seu rosto deformado, desde bebezinho passou por inúmeras cirurgias foi esse o motivo pelo qual seus pais optaram por aulas em casa, mas prestes a entrar no ensino fundamental, eles decidiram que chegou a hora de Auggie frequentar alguma instituição de ensino. (Trecho retirado da resenha do blog. Leia mais.) 

Entre os fazedores de bullying está Julian, personagem secundário de ”Extraordinário” que se tornou principal nesse livro em formato de conto para mostrar o seu ponto de vista. A obra é dividida em duas partes, a primeira mostra como o garoto se ”justifica” em cada acontecimento de ”Extraordinário” e a segunda mo menino viaja para casa da avó (Grandmere – em francês) e ela conta sobre a sua infância e passagem pela 2º Guerra Mundial, o que faz Julian começar a refletir sobre suas atitudes com o menino Auggie. 

O PERSONAGEM PRINCIPAL: Julian nos deixa uma grande incógnita sobre seu caráter no primeiro livro da série, será que ele é tão ruim assim mesmo? O que será que ele pensa ao ter certas atitudes? 

PERSONAGENS SECUNDÁRIOS: O livro é bem curto e os únicos personagens secundários são os pais de Julian que só se importam com a boa imagem, além de serem completamente fúteis, eles justificam todas atitudes do filho desde a mais certa até a mais errada e asquerosa, ainda bem que existe a Grandmere na França esperando para ensinar o verdadeiro valor da vida a Julian.

 

 

CAPA E DIAGRAMAÇÃO: Eu li o livro no Kindle da Amazon e não tive nenhum problema com a leitura, não encontrei erros de revisão e a diagramação é ótima. A capa tem a mesma pegada de ”Extraordinário” e eu adorei que a editora e a autora mantiveram essa linha, porque é algo diferente e eu gosto disso.

OPINIÃO: A linguagem de R. J. Palacio é muito delicada, a leitura flui e o livro te envolve de tal maneira que quando percebe já acabou (e aí a gente sofre né). Para quem leu Extraordinário que está estreando hoje nas telinhas precisa ler e para mim se torna quase obrigatório a leitura do livro que está sendo resenhado hoje, pois é algo que acrescenta e não apenas serve para ”encher linguiça” é original e verdadeiro, além da gente enxergar o ponto de vista de uma criança com tendência a ser preconceituosa (sem em nenhum momento redimi-la ou inocenta-la) podemos perceber que muitas vezes na vida já fomos Julian mesmo depois de adultos. 

QUOTES 

“Você sabe que as coisas que fez não estavam certas. Mas isso não significa que você não seja capaz de fazer o que é certo. Significa apenas que escolheu o caminho errado”.
”Você é um bom menino. Um líder nato. Apenas lembre-se de usar essa liderança para o bem, ok? Não se esqueça: escolha sempre ser gentil.” 

 

Preencha nossa Pesquisa 2017 e concorra ao nosso prêmio de natal! 

Letícia RZucco


Letícia Zucco, 21 anos, estudante de Letras – Português/Inglês blogueira e booktuber no Estante LZ. Ama livros e costuma gritar para todos os cantos que a leitura liberta.

Deixe seu comentário