SINOPSE: Os habitantes de uma pequena comunidade, satisfeitos com a vida ordenada, pacata e estável que levam, conhecem apenas o presente – o passado e todas as lembranças do antigo mundo lhes foram apagados da mente. Um único indivíduo é encarregado de ser o guardião dessas memórias, com o objetivo de proteger o povo do sofrimento e, ao mesmo tempo, ter a sabedoria necessária para orientar os dirigentes da sociedade em momentos difíceis. Aos 12 anos, idade em que toda criança é designada à profissão que irá seguir, Jonas recebe a honra de se tornar o próximo guardião. Ele é avisado de que precisará passar por um treinamento difícil, que exigirá coragem, disciplina e muita força, mas não faz ideia de que seu mundo nunca mais será o mesmo. Orientado pelo velho Doador, Jonas descobre pouco a pouco o universo extraordinário que lhe fora roubado. Como uma névoa que vai se dissipando, a terrível realidade por trás daquela utopia começa a se revelar.

 

Título: O doador de memórias / Autor (a): Lois Lowry / Editora: Arqueiro / Páginas: 194

Tema central: Distopia /  Compare os preços e adquira já o seu: Submarino / E-book Livraria Cultura 

 

O ENREDO: Jonas vive num sistema de sociedade perfeita, na qual nada podia ser questionado, não há briga, inveja, rancor, solidão, desigualdade, não há sentimentos intensos como um todo e nem situações de conflito, além de que todos servem a sociedade de uma maneira dedicada e fiel, dando sempre o seu melhor na profissão exercida.

Quando as crianças completam doze anos, uma grande cerimônia é feita para a escolha do cargo que vão exercer na fase adulta (e para o resto da vida). Depois de ver seus amigos encaminhados, Jonas se sente agoniado pelo mistério e demora sobre o seu futuro, porém tudo isso acontece, porque ele foi escolhido para ser o novo Recebedor de memórias, isso significa que ele passaria a conhecer tudo o que aconteceu antes daquela sociedade ser ”perfeita”, ele vai ter conhecimento e poder, vai experimentar o quão aquele passado foi complexo e ao mesmo tempo prazeroso.

O PERSONAGEM PRINCIPAL: Jonas é um garoto sábio, de coração grande, alegre, pensador, atento e concentrado, a partir do momento em que a sua missão foi entregue ficou confuso e com medo, mas depois de entender o que acontecia ao seu redor, tomou toda responsabilidade para si, pois com grandes poderes vêm grandes responsabilidade e o garoto teve cacique para assumir todos o riscos e alegrias de suas escolhas.

PERSONAGENS SECUNDÁRIOS: O destaque durante a narrativa inteira acaba sendo o Jonas e o seu Doador de memórias, mas temos alguns outros personagens, como sua irmã Lily, o mais novo integrante da família, Gabriel e os amigos de Jonas, além de Rosemary, a pessoa que recebeu as memórias antes de Jonas. 

 

 

CAPA E DIAGRAMAÇÃO: Eu li o livro no Kindle da Amazon e não tive nenhum problema com a leitura, não encontrei erros de revisão e a diagramação é ótima. A capa é a mesma do filme e eu não sou muito fã de capa assim, mas essa em especial não conseguiu transmitir nada do que tem no livro.

OPINIÃO: É muito legal perceber que um livro de 1993 aborda um assunto tão atual e voltou aos holofotes por ter conquistado seu espaço nas telinhas, a referências sobre clonagem e o sistema para sustentar o regime são questões que nos fazem refletir muito. Pelo tema abordado eu achei o livro muito curto, vago de detalhes e com falta também muitas vezes de emoção, portanto que achei o filme muito mais emocionante.

Para resumir o livro como um todo eu diria que a população acredita viver numa utopia e não enxerga o disfarce de distopia.

QUOTES

”Quando não existem memórias, a liberdade é apenas uma ilusão.”
 
”Quando as pessoas têm liberdade para escolher, escolhem errado, todas as vezes.”
 
”Os sentimentos são só sentimentos, estão na superfície; Mas as emoções são profundas, primitivas, se prolongam.”

 

Preencha nossa Pesquisa 2017 e concorra ao nosso prêmio de natal! 

Letícia RZucco


Letícia Zucco, 21 anos, estudante de Letras – Português/Inglês blogueira e booktuber no Estante LZ. Ama livros e costuma gritar para todos os cantos que a leitura liberta.

Deixe seu comentário