No mês de novembro, o Sesc São José dos Campos é palco para atividades que integram a programação Negritude: Vozes e Olhares da Diversidade Negra. O projeto é um convite para celebrar e afirmar as influências culturais de matriz africana, cuja contribuição para a formação da riqueza cultural no Brasil é inegável.

As atividades acontecem em diversos espaços do Sesc e contemplam linguagens diversas, como teatro, literatura, música, cinema, dança, entre outras, com destaque para o Encontro de Capoeira: Cultura de Resistência, que traz, além de atividades práticas e lúdicas, palestras e bate-papos propondo reflexões sobre tradições, transformações e fundamentos deste patrimônio cultural brasileiro.

Para o público infantil, a programação oferece oficina de construção de tambores e maracatu, seguido de uma vivência com experimentação de toques do Maracatu e do Baque Virado.

A programação acontece de 5 de novembro a 6 de dezembro.

 

Confira a Programação completa:

Bate-Papo

Negritude Joseense: Movimento Negro e Cultura Popular

Dia 16, quinta, às 19h30.

Roda de conversa sobre as particularidades e os desafios do Movimento Negro e das Culturas Populares de matriz africana na cidade de São José dos Campos.

Com a jornalista Eloisa Helena, a professora Márcia Cunha e a arte-educadora Shiva Carolina.

Solário. Grátis. Recomendação etária livre.

 

Bate-Papo

Falas de gênero: Olhares sobre Masculinidades Negras

Dia 21, terça, às 19h30.

Debate que propõe reflexões sobre a importância de entender as experiências e perspectivas do homem negro, para superar desafios e limitações impostas tanto pelo racismo quanto pelo sexismo.

Com o sociólogo e membro fundador do Coletivo Negro. Mediação de Fabiano Maranhão, Assistente da Gerência de Estudos e Programas Sociais do Sesc SP.

Solário. Grátis. Recomendação etária 14 anos.

 

Curso

Literatura Negra e Feminina: Visibilidades, Protagonismo e Preconceito

De 22/11 a 06/12, quartas, às 19h.

O curso será elaborado a partir de reflexões sobre a invisibilidade das mulheres negras no universo literário e das escritas literárias de mulheres negras periféricas.

Com Eilizandra Souza, escritora, jornalista e ativista cultural.

Sala de Múltiplo Uso. Grátis. Inscrições na Central de Atendimento. Recomendação etária 14 anos.

 

Sarau

Mulheres Negras, Literatura e Invisibilidade

Dia 28, Terça, às 19h30.

A invisibilidade da mulher negra na literatura, o preconceito, os lugares destinados à mulher negra no Brasil e a construção de direitos serão os temas abordados.

Convidadas: Elizandra Souza é fundadora do Coletivo Mjiba – Jovem Mulher Revolucionária; e Solange Barbosa, consultora da Unesco para o Programa Rota do Escravo.

Mediação de André Augusto Dias, Assistente da Gerência de Ação Cultural do Sesc SP.

Solário. Grátis. Recomendação etária livre.

 

Cine Bate-Papo

Minha Avó era Palhaço

Dia 09, quinta, às 19h30.

O Documentário conta a trajetória artística da primeira palhaça negra do Brasil, Maria Eliza, conhecida artisticamente como Palhaço Xamego. O Filme é dirigido por Ana Minehira e Mariana Gabriel, neta de Maria Eliza. Após a exibição haverá o bate-papo Mulheres e Comicidade, sobre o espaço ocupado pelas mulheres na palhaçaria.

Com Daise Gabriel, Filha de Maria Eliza, e Andréa Macera, curadora do encontro Internacional de Mulheres Palhaças.

Auditório. Grátis. Retirada de convites com 1 hora de antecedência. Recomendação etária 14 anos.

 

Cine Bate-Papo

Menino 23: Infâncias Perdidas no Brasil

Dia 12, domingo, às 18h.

A partir da descoberta de tijolos marcados com suásticas nazistas em uma fazenda no interior de São Paulo, o filme acompanha a investigação do historiador Sidney Aguilar e a descoberta de um fato assustador: durante os anos 1930, cinquenta meninos negros e pardos foram levados de um orfanato para uma fazenda de uma família simpatizante do ideário nazista. Direção: Belisário França. Após a exibição haverá o bate-papo Autoritarismo e Eugenia no Brasil, sobre a pesquisa que embasou a elaboração do filme.

Com Sidney Aguilar Filho, historiador.

Auditório. Grátis. Retirada de convites com 1 hora de antecedência. Recomendação etária 14 anos.

 

Cinema e Vídeo

Libertem Angela Davis

Dia 05, domingo, às 18h.

O documentário retrata a vida de Angela Davis, professora de filosofia nascida no Alabama e conhecida por seu profundo engajamento em defesa dos direitos humanos.

Auditório. Grátis. Retirada de convites a partir das 16h30 para Credencial Plena, Credencial Atividade e Mis e, a partir das 17h para demais interessados. Recomendação etária 14 anos.

 

Cinema e Vídeo

Eu Não sou seu Negro

Dia 19, domingo, às 18h.

O documentário retrata a vida de Angela Davis, professora de filosofia nascida no Alabama e conhecida por seu profundo engajamento em defesa dos direitos humanos.

Auditório. Grátis. Retirada de convites a partir das 16h30 para Credencial Plena, Credencial Atividade e Mis e, a partir das 17h para demais interessados. Recomendação etária 14 anos.

 

Cinema e Vídeo

Quanto Vale ou é Por Quilo?

Dia 26, domingo, às 18h.

Analogia entre o antigo comércio de escravos e a atual exploração da miséria pelo marketing social, que forma uma solidariedade de fachada.

Auditório. Grátis. Retirada de convites a partir das 16h30 para Credencial Plena, Credencial Atividade e Mis e, a partir das 17h para demais interessados. Recomendação etária 14 anos.

 

Dança – Aula Aberta

O Afro na Dança Brasileira

Dia 25, sábado, às 14h30; Dia 26, domingo, às 14h.

Aula que propõe a vivência e o reconhecimento da matriz africana de danças populares brasileiras.

Com Ana Carolina Toledo, instrutora de atividades físicas do Sesc Bom Retiro.

Ginásio e Praça. Grátis. Recomendação etária a partir de 5 anos.

 

Oficina de Dança

Estéticas Periféricas em Dança

Dia 2/12, sábado, às 14h30.

Práticas de composição e improvisação para dar vazão à criação a partir da provocação da encruzilhada, processo no qual o grupo pesquisa a sua linguagem de construção cênica com base nas estéticas periféricas e diferentes manifestações tradicionais brasileiras e do hip hop.

Com Grupo Fragmento Urbano.

Espaço Corpo e Arte. Grátis. Inscrições na Central de Atendimento. Recomendação etária 14 anos.

 

Espetáculo de Dança

Encruzilhada

Dia 2/12, sábado, às 20h.

Espetáculo sobre a atualidade, a ressignificação da ancestralidade, os espaços urbanos e propostas de uma nova consciência corporal e política.

Com Grupo Fragmento Urbano.

Convivência. Grátis. Recomendação etária livre.

 

Oficina de Dança

Estéticas Periféricas em Dança

Dia 2/12, sábado, às 14h30.

Práticas de composição e improvisação para dar vazão à criação a partir da provocação da encruzilhada, processo no qual o grupo pesquisa a sua linguagem de construção cênica com base nas estéticas periféricas e diferentes manifestações tradicionais brasileiras e do hip hop.

Com Grupo Fragmento Urbano.

Espaço Corpo e Arte. Grátis. Inscrições na Central de Atendimento. Recomendação etária 14 anos.

 

Espetáculo de Teatro

Cartas à Madame Satã ou me Desespero Sem Notícias Suas

Dia 25, sábado, às 20h.

Em seu quarto, um homem se corresponde com a figura mítica de Madame Satã. Fragmentos de histórias revelam, por meio das cartas, trajetórias e casos de amor, numa cidade-país carregada de doenças, que mantém sob cárcere privado um jovem apaixonado.

Com a Cia. Os Crespos.

Auditório. Os preços variam entre R$5,00 e 17,00. Recomendação etária 16 anos.

 

Espetáculo de Teatro

Quizumba

Dia 03/12, domingo, às 16h30.

Pastinha é um menino baiano do começo do século XX que sempre apanha de um rapaz na rua. O velho mestre Benedito convida o menino a aprender um jeito de se defender. Ensinando-o a equilibrar covardia e valentia, mestre Benedito conta a história de Francisco, o Zumbi dos Palmares.

Com o Coletivo Quizumba.

Solário. Grátis. Recomendação etária livre.

 

Música

Brincando de Brasil

Dia 05, domingo, às 16h30.

Capoeira, samba de roda e brincadeiras populares são apresentadas pela Casa do mestre Ananias, que convida a todos a conhecer essas manifestações culturais.

Com o Movimento Garoa do Recôncavo Casa de Mestre Ananias.

Praça. Grátis. Recomendação etária livre.

 

Música

Cânticos que encantam

Dia 12, domingo, às 16h30.

Proposta musical de voz e percussão com performance de dança e interatividade inspirado em algumas expressões culturais como: ciranda, afoxé, maculelê e coco de roda.

Com o Betakerê.

Praça. Grátis. Recomendação etária livre.

 

Música

Negra Melodia – Iara Rennó e Karla da Silva Convida, Izzy Gordon

Dia 17, sexta, às 19h30

Inspirado na canção Negra Melodia, de Itamar Assumpção, o show celebra a similaridade entre a música negra brasileira e outros ritmos do mundo. Os arranjos passeiam pelas influências do R&B, soul, samba, rap e Blues.

Convivência. Grátis. Recomendação etária 10 anos.

 

Música

Mbeji de encantarias

Dia 01/12, sexta, às 19h30.

Inspirado no sagrado e no profano feminino e em suas essências, o grupo apresenta músicas inspiradas nas culturas tradicionais e nas religiões de matriz afro-brasileira.

Solário. Grátis. Recomendação etária 10 anos.

 

Crianças

Oficina de Construção de tambores

Dia 15, quarta, às 14h30.

Confecção de tambores de lata, em que é possível montar e customizar os tambores, aprender a técnica de amarração, além de conhecer a história do maracatu de baque virado.

Com Flávio Itajubá, arte-educador, artista, popular e músico.

Oficina. Grátis. Retirada de ingressos com 1 hora de antecedência. Recomendação etária a partir de 6 anos.

 

Crianças

Vivência percussiva de Maracatu

Dia 15, quarta, às 16h30.

Experimentação dos diferentes toques do Maracatu de Baque Virado.

Com Flávio Itajubá.

Praça. Grátis. Recomendação etária a partir de 6 anos.

 

Crianças – Teatro

Eleguá, Menino e Malandro

Dia 26, domingo, às 15h.

Eleguá é um príncipe muito esperto e que um dia botou o pé na estrada e foi descobrir o mundo. Vivendo sua meninice nas ruas, ele cresce e ganha sabedoria ao longo das aventuras que vive.

Com Cia do Jabuti.

Auditório. Os preços variam entre R$5,00 e R$17,00. Crianças com até 12 não pagam, mas têm que fazer a retirada de ingresso. Recomendação etária a partir de 5 anos.

 

Crianças

Um canto para Carolina

Dia 03/12, domingo, às 15h.

Três irmãos recebem de presente o primeiro exemplar da publicação do livro-diário “Quarto de despejo” escrito por sua mãe, Carolina Maria de Jesus, Mergulhados naqueles registros, revivem suas histórias de luta por uma vida melhor.

Com Cia dos Inventivos.

Auditório. Os preços variam entre R$5,00 e R$17,00. Crianças com até 12 não pagam, mas têm que fazer a retirada de ingresso. Recomendação etária a partir de 5 anos.

 

Turismo – Excursão

Circuito Quilombola – Quilombos do Vale da Ribeiro – Ivaporunduva (SP)

De 23 a 26/11, Quinta e domingo.

Roteiro que conta as histórias de luta e resistência das comunidades quilombolas que contribuem para a preservação das riquezas culturais e naturais de sua região.

Verificar valores e disponibilidade de vagas na Central de Atendimento.

 

Encontro Capoeira: Cultura de Resistência

Palestra

Ginga de Ideias

Dia 23, quinta, às 19h30

Um convite aos capoeiristas, pesquisadores e admiradores da capoeira para reflexões sobre temáticas inerentes a esse universo.

Com professor Pedro Cunha, Mestre Lobão e Treinel Carla Natureza.

Solário. Grátis. Recomendação etária 12 anos.

 

Apresentação

Capoeira e Maculelê

Dia 24, sexta, às 18h30

Mestre Tina Forte e seus alunos apresentam o jogo da capoeira e a dança-luta Maculelê.

Com Mestre Tinta Forte, da Academia de Capoeira Besouro Preto.

Solário. Grátis. Recomendação etária Livre.

 

Música

Dinho Nascimento

Dia 24, sexta, às 19h30

O Mestre Dinho nascimento apresenta em seu show, ritmos como grooves afro-beats, coco-capoeira, maracatu-soul, salsa com pimenta, congo de ouro e samba de roda.

Com Dinho Nascimento, Paulo Assis (violão e guitarra), Xantilêe Jesus (contrabaixo) Paulo Pixu (bateria e vocais), Gabriel Nascimento (percussão e vocais) e Cecilia Pellegrini (vocais).

Convivência. Grátis. Recomendação etária Livre.

 

Encontro

Roda Aberta de Capoeira Angola e Samba de Roda

Dia 25, sábado, às 16h30

A roda de capoeira e o samba de roda, historicamente, são espaços de troca de saberes em que capoeiristas novos aprendem com os mais veolhos, perpetuando saberes e dando continuidade à comunidade capoeirística.

Com Mestre Jaime de Mar Grande, Professor Paulo Castor e Carla Natureza.

Ginásio. Grátis. Recomendação etária a partir de 6 anos.

 

Oficina

Capoeira Angola

Dia 25, sábado, às 10h30

A oficina aborda a capoeira Angola como prática libertária.

Com Mestre Jaime de Mar Grande e Carla Natureza.

Ginásio e Espaço Corpo e Arte. Grátis. Inscrições na Central de Atendimento. Recomendação etária 12 anos.

 

O Sesc São José dos Campos fica na Av. Adhemar de Barros, 999 – Jd. São Dimas. Mais informações pelo telefone 12.3904.2000 e no site sescsp.org.br/sjcampos

Letícia RZucco


Letícia Zucco, 21 anos, estudante de Letras - Português/Inglês blogueira e booktuber no Estante LZ. Ama livros e costuma gritar para todos os cantos que a leitura liberta.

Deixe seu comentário